Clique aqui

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Loja 13 de Setembro faz grande festa no seu aniversário

Venerável Aldemir Rego e os cinco Irmãos Aprendizes
Com a presença de quase 70 Irmãos, entre visitantes e do quadro, a Loja 13 de Setembro, de Paulo dos Ferros, comemorou seus 42 anos de fundação sábado, dia 24 de fevereiro, em noite que teve Sessão Magna de Iniciação de cinco Irmãos Aprendizes e, depois, Sessão Magna Branca pelo natalício.
A iniciação foi conduzida pelo Sereníssimo Irmão José Ozair Pinto Filho, Grão-Mestre Adjunto do GORN, que esteve lá, prestigiando os eventos, acompanhado de comitiva formada pelos Irmãos Joáo Célio Cavalcanti e Francisco de Assis, Grande Secretário de Gabinete e Grande Secretário de Administração, respectivamente.
Abaixo, o Blogue do GORN mostra algumas imagens do evento, que marcou o fim de semana de Pau dos Ferros, em eventos que reuniram a família maçônica do Alto Oeste do Rio Grande do Norte.

 
 
 
 
  
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

sábado, 24 de fevereiro de 2018

A necessidade do conhecimento maçônico

Severino Nogueira de Melo


O objetivo deste trabalho é despertar a necessidade de aprimorar os nossos estudos em busca do conhecimento maçônico, pois, creio, não é novidade para nenhum Irmão que o conhecimento é o responsável pela manutenção do Maçom na Ordem, a despeito de qualquer problema que lhe apareça no caminho.
O conhecimento, em boa parte, é adquirido através das instruções oferecidas nas sessões ritualísticas, principalmente no Período de Instrução, embora saibamos que isto não é suficiente para um aprendizado mais profundo e eficaz. Até esta oportunidade de aprendizado é, não raro, suprimida pelos Veneráveis Mestres na intenção de encerrar os trabalhos mais cedo. 
Instruções ritualísticas, em sua maioria, necessitam de complementação ou considerações sobre o seu conteúdo, para que o entendimento e assimilação se completem. Isto raramente ocorre. Quando acontece, muitos Irmãos reclamam do tempo gasto para isso. 
Essas instruções normalmente são restritas à ritualística, versando sobre a entrada e circulação em Loja, citação de alguns símbolos ou alegorias. As instruções sobre administração da Loja, a Legislação Básica, História da Maçonaria, a forma de elaboração e execução de orçamentos, os interstícios e exigências para Elevação e Exaltação, a execução de sindicâncias, os direitos e deveres dos irmãos, enfim, uma infinidade de aspectos de interesse geral, não são ministrados. Essas instruções devem ser dadas pelas Lojas, que são as responsáveis pela admissão e permanência dos Irmãos na Maçonaria, já que é ela que conduz os processos de iniciação e seu sistema instrucional. 
Sessões sem debate e sem instrução revelam perda de tempo: são vazias e sem propósito e devem ser jogadas pelas janelas do templo
É comum os trabalhos da Ordem do Dia se prolongarem acima do tempo normal e, consequentemente, serem compensados pela exclusão do Período de Instrução, embora haja as reuniões administrativas para que os assuntos relativos à administração da Loja possam ser resolvidos, e assim evitar o sacrifício do estudo. 
A Maçonaria deve ser inflexível no exigir dos seus membros procedimento rigorosamente ajustado aos postulados maçônicos. A Loja é uma escola de aperfeiçoamento moral, onde o homem se aprimora em benefício dos semelhantes, desenvolvendo qualidades que o possibilitem ser, cada vez mais, útil à coletividade.
Segundo conceitos modernos, como escola ela teria de ter objetivos, e tem: o conhecimento do homem e da natureza, através das atuais conquistas científicas; a prática da tolerância, da fraternidade e da solidariedade; a igualdade de direitos de seus membros e, consequentemente, a melhoria moral, material e, por que não espiritual da humanidade.
Sendo a Maçonaria uma escola de aperfeiçoamento, é inadmissível a existência de uma escola sem estudos e desprovida de estudantes, ou seja, uma Loja vazia. Só há uma saída para o Venerável Mestre reverter esta situação: tentar rejuvenescer o interesse na frequência da sua Loja e encorajar aqueles que estão ausentes a se tornarem membros ativos novamente, com um programa definido de ações que deve ser levado a cabo realizando reuniões mais atrativas. A Sessão Maçônica deve ser desfrutada e não suportada.  
Urge incrementar a qualidade das sessões de modo a torná-las motivadoras para edificantes conversas entre Irmãos, o que é de fato o real objetivo da Maçonaria especulativa com sua filosofia e liturgia. Urge despertar nos irmãos a salutar capacidade em desenvolver o pensamento em discussões das coisas da sociedade e da ordem maçônica. 
Pertencemos ao nosso ambiente social e somos regidos pelas mesmas leis essencialmente definidas na Declaração dos Direitos Humanos, escrita sob a influência segura das ideias do Iluminismo, adotadas pelos maçons, principalmente, europeus. Logo não podemos continuar isolados dos graves problemas sociais, políticos, religiosos, filosóficos, científicos e, ecológicos. 
O propósito central das sessões motivadoras é eliminar o inconformismo gerado pelo comparecimento em Loja, semana após semana em loja, apenas para ouvir o som seco, duro e impessoal dos malhetes, em detrimento do trabalho no polimento das pedras chocando-se umas nas outras no exercício do pensamento. 
Toda semana durante duas horas seguidas, todos sentados com o dorso do corpo apoiado no espaldar da cadeira, e as mãos abertas postadas sobre a coxa, como nos antigos colégios religiosos. Depois de horas de tédio e angústia esperando o fim daquela chatice semanal, todos têm um ponto de saturação. E quando ele chega, o pobre sofredor vai procurar em outro lugar um lazer mais reconfortante. 
Deveria ocorrer o contrário. Nós, Obreiros da pedra bruta, deveríamos terminar o dia em Loja com algo novo e consistente na cabeça e no coração. O Maçom não frequenta a Loja para esquadrejar a pedra que será empregada na construção civil, mas sim para aperfeiçoar-se no que diz respeito à ética, à moral, à razão, à intelectualidade. 
Numa frase, ele vai para desbastar a sua pedra bruta, isto é, aperfeiçoar o seu próprio EU. Portanto, sessões sem debate e instrução revelam perda de tempo: são vazias e sem propósito e devem ser jogadas pelas janelas do templo.

M∴M∴ e Presidente da Poderosa Assembleia Legislativa Maçônica do GORN

Loja 13 de Setembro comemora 42 anos de fundação


A Aug∴ e Resp∴ Loj∴ Simb∴ 13 de Setembro nº 13, do Grande Oriente do Rio Grande do Norte e estabelecida no Oriente de Pau dos Ferros, vive hoje um dia solene de festas, comemorando os seus 42 anos de fundação e realizando a iniciação de cinco novos profanos.
A Oficina foi fundada no dia 27 de fevereiro de 1976, mas a comemoração foi antecipada para este sábado, dia 24, para coincidir com a iniciação de cinco novos profanos.
Trabalhos serão conduzidos pelo Venerável Mestre Aldemir Guedes do Rego.
Nascerão para a vida maçônica hoje os candidatos André Finizola de Freitas, José Narcélio Oliveira Pinheiro, Lupércio Heráclito Lima Pedrosa, Marcos Aurélio Irineu de Oliveira e Washington Luís Fernandes Guedes.
A Sessão Magna de Iniciação começará às 16h00 exclusivamente para Maçons, e será prestigiada pelo Irmão José Ozair Pinto Filho (foto), Sereníssimo Grão-Mestre Adjunto do GORN, e comitiva.
Depois da Sessão Magna de Iniciação, às 19h30 será iniciada a Sessão Magna Branca para Maçons e convidados, ocasião em que a Loja homenageará três Irmãos e uma cunhada com a Comenda José Torquato de Figueredo.
Depois da Sessão, os presentes participarão de confraternização pelos 42 anos de fundação da Loja 13 de Setembro, no Salão de Banquetes.
O Venerável Aldemir expediu convites para várias Oficinas e o evento deverá reunir a Família Maçônica do Alto Oeste do Rio Grande do Norte.

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Loja Pe. Miguelinho abre hoje o seu Ano Maçônico

Venerável Nilton Minora de Almeida com a 1ª Dama Norma

A Loja Maçônica Pe. Miguelinho, uma das mais tradicionais do Grande Oriente do Rio Grande do Norte, faz hoje a sua sessão de abertura do Ano Maçônico de 2018.
Será uma Sessão Magna Branca, dirigida pelo Venerável Mestre Nilton Minora de Almeida, a partir das 20h00, no templo localizado à Rua Presidente Bandeira, 326, 1º Andar, no bairro do Alecrim.
Ir:. Antônio Teixeira de Medeiros
Durante a Sessão, o Irmão Antônio Teixeira de Medeiros, Grande Secretário de Liturgia e Ritualística, fará palestra com o tema Fatos Relevantes da Maçonaria do Rio Grande do Norte - Criação do GOIERN e do GORN.
A Sessão é pública, recomendando-se aos Irmãos Maçons o comparecimento com traje a rigor, incluindo os paramentos, e aos convidados e cunhadas traje esporte.
Depois da Sessão, os participantes serão recepcionados com um coquetel/jantar no Salão de Banquetes da Loja, preparado pelos Irmãos do Quadro e respectivas cunhadas, com animação do DJ Bodão.
Atualização às 17h00

União Jardinense também
inicia hoje o Ano Maçônico

O Blogue do GORN foi informado há pouco que a Loja Maçônica União Jardinense, localizada no Oriente de Jardim do Seridó, também abrirá o seu Ano Maçônico hoje.
A Sessão Econômica no Grau de Aprendiz será dirigida pelo Irmão Luciano Sérgio da Nóbrega, Venerável Mestre, e começará no horário habitual.
Comitivas de Caicó, Parelhas e Acari, respectivamente das lojas Frank Shermann Land, Cirilo Santos e Acácia do Seridó, estão sendo aguardadas para prestigiar a Sessão.

Hoje é o Dia Internacional do Maçom

Óleo sobre tela retratando George Washington, 1º presidente dos EUA
Hoje, 22 de fevereiro, é comemorado o Dia Internacional do Maçom ou "International Day of Mason", instituído durante a "Reunião Anual dos Grão-Mestres das Grandes Lojas da América do Norte" (Estados Unidos, Canadá e México), reunidas entre 20 de fevereiro e 22 de fevereiro de 1994 em Washington.
A ideia do Dia Internacional do Maçom nasceu de sugestão apresentada pelo Grão-Mestre da Grande Loja Regular de Portugal, Irmão Fernando Paes Coelho Teixeira.
A data de hoje marca o nascimento do militar e estadista norte-americano, George Washington, principal artífice da independência e 1º presidente dos Estados Unidos da América.
Washington foi maçom e, segundo os seus biógrafos, contratou para projetar a atual capital americana o arquiteto e engenheiro francês, Pierre L’Enfant, que seria membro da Maçonaria.
L’Enfant planejou a cidade segundo princípios maçônicos: na disposição de ruas e prédios da cidade é possível identificar símbolos maçônicos como o esquadro, o compasso e o pentagrama.

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Mais duas Lojas do GORN abrem Ano Maçônico

Gão-Mestre Adjunto José Ozair Pinto Filho e Venerável Mestre Paulo William
As lojas Obreiros de Santos Reis e Hegésippo Reis de Oliveira, do Grande Oriente do Rio Grande do Norte-GORN, abriram ontem os seus trabalhos para o ano maçônico de 2018, ambas com Sessão Econômica no Grau de Aprendiz.
Utilizando o Rio Brasileiro, a sessão da Loja Obreiros de Santos Reis foi conduzida pelo Venerável Mestre Paulo William, e recebeu a visita do Sereníssimo Grão-Mestre Adjunto José Ozair Pinto Filho, que prestigiou a sessão acompanhado de uma comitiva formada por Grandes Secretários e Conselheiros do GORN.
O Irmão Severino Nogueira de Melo, presidente da Poderosa Assembleia Legislativa Maçônica do GORN, apresentou uma instrução com o título A Necessidade do Conhecimento, na qual defende o permanante aprimoramento moral e intelectual de todos os Irmãos.
Ir:. Severino Nogueira
"Sendo a Maçonaria uma escola de aperfeiçoamento, é inadmissível a existência de uma escola sem estudos e desprovida de estudantes. Urge incrementar a qualidade das sessões de modo a torná-las motivadoras, de tal forma que estabeleçam contágio para edificantes conversas entre irmãos, o que é de fato o real objetivo da maçonaria especulativa com sua filosofia e liturgia", disse Nogueira.
O Senerínssimo José Ozair Pinto Filho reforçou a necessidade do conhecimento maçônico entre os Irmãos, saudou os presentes à Sessão e comunicou que sábado, dia 24 de fevereiro, estará no Oriente de Pau dos Ferros para participar das comemorações do anoversário da Aug∴ e Resp∴ Loj∴ Simb∴ 13 de Setembro nº 13.
Irmãos da Loja Hegésippo Reis de Oliveira
Hegésippo Reis de Oliveira - Sob o comando do Venerável Mestre Francisco de Assis Batista Júnior, a Loja Hegésippo Reis de Oliveira também abriu os seus trabalhos ontem, com Sessão realizada no Rito Escocês Antigo e Aceito.
Irmãos do quadro e de outras oficinas prestigiaram a Sessão, na qual o Irmão Francisco exortou os Maçons a darem o melhor de sua capacidade produtiva para que trabalhos deste ano tenha mais força e vigor.c
Amanhã, 22 de fevereiro, a Loja Pe. Miguelinho, uma das mais tradicionais e importantes do GORN, fará a sessão inaugural de 2018, Econômica e no Grau de Aprendiz, com palestra do Irmão Antônio Teixeira de Medeiros sobre a Fatos Relevantes da Maçonaria do Rio Grande do Norte - Criação do GOIERN e do GORN.
O Venerável Nilton Minora de Almeida espera a presença dos Irmãos do quadro e de muitos visitantes, que depois serão recepcionados no Salão de Banquetes com ágape oferecido pelos Irmãos e Cunhadas, e música do DJ Bodão.

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Elevação reúne Irmãos na Loja Emídio Fagundes

Sereníssimo Ozair Filho e Venerável Francisco Raimundo da Silva
A Loja Maçônica Emídio Fagundes realizou ontem a noite a Sessão Magna de Elevação do Irmão Gladyer Linhares Godeiro, em solenidade presidida pelo Irmão Francisco Raimundo da Silva, Venerável Mestre daquela Oficina.
O Grão-Mestre Adjunto José Ozair Pinto Filho prestigiou os trabalhos, acompanhado de comitiva do Grande Oriente do Rio Grande do Norte (GORN), formada pelos Irmãos Antonio Teixeira de Medeiros, Grande Secretário de Ritualística, João Célio Cavalcanti, Grande Secretário-Chefe de Gabinete do Grão-Mestrado, Francisco de Assis Araújo, Grande Secretário de Administração, Cristiano Câmara, Procurador do Ministério Público Maçônico e Manoel Reis de Lima, Conselheiro.
Irmãos que participaram da Sessão Magna de Elevação
Irmãos de várias Oficinas prestigiaram os trabalhos.
O Irmão Ozair Filho parabenizou o venerável e todos os Oficiais e Dignidades, que trabalharam com zelo no cumprimento da ritualística da Sessão Magna de Elevação.
Saudou o Irmão Gladyer Linhares Godeiro, informando-o que ele acabara de galgar mais um grau na escada mística de Jacó.
"O Grau de Companheiro é essencialmente voltado ao trabalho intelecutal, manual ou técnico. Simbolicamente, você vai polir a pedra bruta que desbastou no Grau de Aprendiz, e levá-la à Perfeição", acrescentando que o novo Irmão Companheiro trabalhará pela abundância, utilizando-se os novos instrumentos de trabalho.
O Sereníssimo Grão-Mestre Adjunto desejou a todos os Irmãos, em nome do GORN, um Carnaval de alegria e tranquilidade, conclamando-os a, após a festa, regressar ao convívio maçônico nas Lojas e demais atividades da Ordem.
Supremo Conselho - O Irmão José Ozair Pinto Filho aproveitou a ocasião para informar que no dia 24 de fevereiro, às 10h30, haverá a abertura do Ano Maçônico do Supremo Conselho, com palestra do Irmão Francisco Raimundo da Silva, Venerável da Loja Emídio Fagundes.
A Sessão será restrita a maçons do 4º ao 33º Grau do Rito Escocês Antigo e Aceito, no Templo Armando de Lima Fagundes, do GORN.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Loja União e Vitória começa atividades do ano

Foto registra o início das ativides da Loja União e Vitória em 2018
A Loja Maçônica União e Vitória, do Oriente de Parnamirim, abriu ontem o seu ano maçônico com Sessão Econômica no Grau de Aprendiz, sob a direção do Venerável Mestre, Irmão Mário Cipriano.
Reunião foi prestigiada pelo Sereníssimo Grão-Mestre Adjunto José Ozair Pinto Filho, acompanhado de comitiva formada pelo Chefe de Gabinete do Grão-Mestrado e pelo Grande Secretário de Ritualística do GORN, respectivamente Irmãos João Célio Cavalcanti e Antônio Teixeira de Medeiros, Irmão Henrique Baltazar Vilar dos Santos, juiz do Egrégio Tribunal de Justiça e do Tribunal Eleitoral Maçônico do GORN que é filiado àquela Oficina, além de Irmãos do quadro e de outras lojas.
O Venerável Mário Cipriano deu as boas vindas a todos, prometendo muito trabalho para engrandecer a Loja União e Vitória e a Potência.
O Grão-Mestre Adjunto, José Ozair Pinto Filho, voltou a lembrar a necessidade de as Lojas iniciarem novos maçons para fortalecer as colunas e revitalizar a Maçonaria, bem como alertou aos Mestres sobre a necessidade de frequência mínima às Sessões Econômicas a partir do dia 21 de março, especialmente para os que desejarem concorrer a algum cargo em loja ou na Potência em 2019, ano de eleições gerais do Grande Oriente do Rio Grande do Norte.
Depois da Sessão, a Loja União e Vitória ofereceu um coquetel aos presentes, preparado pelas Samaritanas da Loja.

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Fraternidade de Ponta Negra inicia sessões

Sereníssimo José Ozair Pinto Filho e Venerável Diógenes Araújo Barbosa

Hoje, a partir das 20h00, a 
Loja União e Vitória também 
iniciará os seus trabalhos do 
ano em Sessão Econômica

Com a presença de Irmãos do Quadro e de visitantes de várias Oficinas, a Loja Maçônica Fraternidade de Ponta Negra iniciou ontem os trabalhos do ano de 2018, em sessão presidida pelo Irmão Diógenes Araújo Barbosa, Venerável Mestre.
O Sereníssimo Grão-Mestre Adjunto José Ozair Pinto Filho participou da sessão, acompanhado de comitiva do Grande Oriente do Rio Grande do Norte formada por Grandes Secretários e Conselheiros.
Em sua fala, cumprimentou os Irmãos presentes, pediu empenho de todas as Lojas do GORN para iniciar novos Maçons e fortalecer as colunas e reforçou as palavras do Soberano Antônio Gomes, na sua mensagem do mês, alertando especialmente aos Mestres Maçons para a necessidade de frequência, considerando que em 2019 haverá eleições gerais na Potência.
Depois da Sessão, a Loja Fraternidade de Ponta Negra reuniu os Irmãos e Cunhadas no Salão de Eventos da Oficina, para a degustação de um jantar.
Irmãos de várias Oficinas estiveram na Fraternidade de Ponta Negra
União e Vitória - Nesta terça-feira, dia 6 de fevereiro, quem inicia os trabalhos maçônicos do ano é a Loja União e Vitória, dirigida pelo Irmão Mário Cipriano de Araújo.
Será uma Sessão Econômica no Grau de Aprendiz, a partir das 20h00, horário habitual de funcionamento, com traje maçônico tradicional ou uso do balandrau.
A Loja União e Vitória está localizada à Rua Antonio Lopes Chaves, 256 – Conjunto Pitimbú, em Parnamirim.

Mensagem do Grão-Mestre

Meus Irmãos

Nesse início de ano, após o nosso recesso, quando do retorno às atividades em nossas Lojas, não poderíamos colocar outra mensagem que não seja de paz, de fé, de esperança, de muita luz com o planejamento devido de todos os nossos Irmãos para que o GORN e, consequentemente, a COMAB continuem a trilhar o caminho da perfeição.
É de bom alvitre que todos nós saibamos que o grande movimento de libertação que reintegrou o gênero humano da posse de Libertação, Igualdade e da Fraternidade tem por base o Direito.  Quando os sabichões de esquina, com ares de pensadores suburbanos vomitam invectivas e epítetos indecorosos contra irmãos tolhem a liberdade da inteligência que busca a paridade da harmonia fraternal entre os homens de bem.
René Descartes pensador ocidental, filósofo que nasceu em La Haye, na França, em 31/03/1596, escreveu a obra mestra do pensamento que é “Discurso do Método”. Na terceira parte do seu livro, ele diz que para ser mais feliz formava uma moral provisória que consistia em apenas três ou quatro máximas: “A primeira era obedecer às leis e aos costumes de um país (...) que fossem comumente aceitos na prática pelos mais sensatos daqueles com os quais teria de viver”.
Por conseguinte essa máxima continua em voga. É elementar que a mesma seja uma tônica aos homens de bom senso que, se utilizam da boa convivência social com ética. A ética Aristotélica, por sua vez, consiste na afirmação de que a felicidade é o fim supremo da atividade humana e expõe sua concepção das virtudes a moderação entre os extremos.
Tomando por base esses dois gênios da Filosofia, em que cada qual, no seu tempo, soube definir, sob a égide da perfeição, a felicidade, é que, de princípio, solicito a todos os Veneráveis que alertem aos seus obreiros com relação aos nossos diplomas jurídicos legais, no que tange ao nosso processo eleitoral que, embora só deva acontecer em 2019, porém, as presenças dos mestres deverão ser contabilizadas a partir do dia 21 de março deste ano até 20 de março de 2019.
Portanto, cabe a nós, tão somente a função de solicitar, e o estamos fazendo com a antecedência devida, a todos os irmãos o cumprimento daquilo que lhe compete para credenciarem-se e fazer jus ao momento democrático, exercendo o direito ao voto, sempre visando a felicidade equânime do GORN.

Um TFA!